Londres

030509 (54)

Nobre, clássica, tradicional e sofisticada. Vibrante, moderna, elegante, movimentada, riquíssima em cultura e opções de entretenimento.                                        

Essa é Londres. 

O ônibus vermelho de dois andares, o punk solitário em frente ao Picadilly Circus, os estilosos taxis pretos, as cabines telefônicas e os incríveis guardas da família real, características que fazem de  Londres um dos destinos mais procurados do mundo.

 

IMG_2010

Londres é a maior capital da Europa, com 7 milhões de habitantes. Há um milênio é a residência dos monarcas britânicos, a base do governo e o centro econômico do país. Londres é uma cidade enraizada no passado, mas também extremamente moderna e envolvente, quanto mais tempo você tem em Londres, mais quer ficar em Londres. 

Certo estava Samuel Johnson quando disse: “ Quando um homem está cansado de Londres, está cansado da vida”

Londres e seus parques

Durante o verão, o programa favorito dos londrinos e turistas é ao ar livre. Assim como em muitas cidades da Europa os parques em Londres são incríveis.

Hyde Park – é um dos pontos de encontro dos moradores locais, nas suas horas de lazer. Ocupa uma área enorme, bem no centro de Londres. É um dos “parques reais” da cidade. Tem ótima infra-estrutura, com cafés, restaurantes, pedalinhos no lago, passeios de carruagem e a cavalo. É cenário frequente de muitos shows de rock e manifestações políticas.

020509 (225)
Hyde Park

020509 (83)

Kensington Gardens – Antigamente, ali ficavam os jardins do Kensington Palace. Os pontos mais frequentados do parque são o Round Pond (onde navegam maquetes de barcos), o Memorial da Princesa Diana e a luxuosa casa de jantar de verão Orangery (hoje um café).

020509 (252)

Regent Park – que abriga o Zoológico da cidade, um teatro ao ar livre, além de um grande lago cheio de barquinhos. É considerado um dos refúgios londrinos mais elegantes.

St. James Park – não se pode deixar de visitar o Palácio de Buckingham. Com sorte, quem sabe não é possível acenar para a Rainha Elizabeth II? Quando a bandeira do palácio está hasteada é sinal de que ela está em casa. As entradas do palácio são protegidas pela Guarda Real, o regimento mais conhecido do exército inglês, que veste aquele tradicional jaquetão vermelho e chapéu de veludo preto, um ícone da cidade.

Green Park – Com muitas árvores frondosas e bancos que convidam a um descanso à sombra. É um refúgio de calma no centro eletrizante de Londres.

Kew Gardens – tem a honra de ser o mais antigo jardim botânico do mundo. Às margens do rio Tamisa abriga uma variedade enorme de exemplares da flora da Grã- Bretanha. Além disso, em suas estufas crescem plantas tropicais exóticas de vários países.

110604_KeyGardens54

110604_KeyGardens36

110604_KeyGardens24

Richmond Park – o maior Parque Real londrino. Carlos I costumava fazer suas caçadas nessa reserva. Continua tão bem preservado que veados podem ser vistos com frequência saltitando por ali.

Greenwich Park – Fica num local afastado do centro, do lado leste da cidade, numa área tranquila que abriga uma enorme área verde, o Museu Nacional Marítimo e ainda controla o horário do mundo inteiro, no Royal Observatory Greenwich.

Londres e seus museus

Victoria and Albert Museum (V&A) –  Dedicado às artes decorativas com um acervo espetacular. O próprio prédio que abriga o museu já é uma atração, pois conserva marcas de bombas da Segunda Guerra.

050509 (101)

British Museum –  tem um acervo espetacular, com mais de 7 mil peças dispostas em galerias que somam 4 quilômetros de área. É enorme. Os pontos altos do museu são os mármores de Elgin (do Partenon de Atenas), a Pedra de Roseta e as múmias egípcias.

National Gallery tem uma das melhores coleções de obras de arte do mundo, do século XIII ao século XX. Os destaques são: desenho de Leonardo da Vinci; Vênus Rockeby, de Velasquez e O Carro de Feno, de John Constable.

070509 (11)

070509 (6)

Tate Gallery. Este museu é dedicado à arte britânica. Está dividido em dois museus, o Tate Britain (que abriga obras clássicas) e o Tate Modern (com acervo de arte moderna).

Science Museum. Dedicado à ciência e avanços tecnológicos em sete andares que mexem com a imaginação. Uma das alas oferece tecnologia interativa, um cinema 3D e um simulador de movimento.

National History Museum. Fica num prédio belíssimo com entalhes em pedra que escondem sua estrutura em ferro e aço. Suas exposições abordam temas ligados a ecologia, origem das espécies e evolução da terra. As crianças adoram esse museu, especialmente pelo enorme esqueleto de dinossauro localizado logo na entrada.

050509 (136)

Londres e sua história

Um bom ponto de partida para a exploração da cidade é a Praça do Parlamento – núcleo político e religioso do Reino Unido – formado pelo Palácio de Westminster, pela Abadia de Westminster e pela Igreja de St. Margaret.

030509-13-e1526610262513.jpg

Em uma das torres do Palácio de Westminster fica o famoso Big Ben. A torre do relógio tem um sino de mais de treze toneladas, idealizado por Sir Benjamin Hall, um engenheiro grandalhão, que o batizou com seu apelido.

EUR_7927

DSC_0145

Atravessando a ponte em frente ao Parlamento, chega-se a gigantesca London Eye.

DSC02673

No centro da cidade ficam alguns dos lugares turísticos que todo mundo deve conhecer: Piccadilly Circus, Trafalgar Square, Oxford Street e Palácio de Buckingham, onde é possível ver a troca da guarda real.

010509 (31)

010509-26.jpg

Em Piccadilly Circus a confusão impera, repleta de letreiros em neón, é um cruzamento agitadíssimo cercado por lojas, restaurantes e muita gente. Marca o encontro das ruas Regent e Picadilly. No início do século XIX chegou a ser considerado um lugar elegante, mas assim que o comércio eclodiu, o barulho tomou conta.

DSC02568
Piccadilly Circus

DSC02572

Um outro local imperdível em Londres é a Tower of London, imponente construção medieval de mais de 800 anos usada para guardar as joias da Coroa Britânica. Logo ao lado, fica a famosa Tower Bridge, um dos principais cartões-postais da cidade. Ainda nessa região está a St. Paul’s Cathedral, cuja cúpula belíssima é considerada uma das maiores do mundo. A Abadia de Westminster, que é uma das mais belas igrejas inglesas. Ao longo de muito tempo tem sido palco de coroações e casamentos reais. Ela também é um panteão, guarda os túmulos reais de personagens de destaque na história do país.

CNV00085
Tower Bridge

CNV00086

DSC02798

060509 (168)
St. Paul’s Cathedral

060509-67.jpg

Londres e as compras

Fazer compras na capital inglesa não é para qualquer bolso. Os preços em libras são altos em relação ao real. Os compradores mais ousados são russos, árabes, japoneses e indianos, além é claro dos próprios britânicos. O circuito formado pelas ruas Bond, New Bond, Regent e Oxford, no charmoso bairro de Mayfair, forma a meca dos consumidores. Para os mais exigentes Knightsbridge é o ponto alto, com muitas lojas de alta costura. Para os dias chuvosos o Shopping Westfield Stratford é boa pedida.

Para quem gosta de grandes lojas de departamento, várias delas pontilham a cidade. Em Picadilly, a FORTNUM & MASON é famosa pelas opções na área de alimentação. No “Food Hall” são vendidos cestos “hampers” cheios de delícias que podem ser incrementados com panos de prato, luvas isolantes e aventais super chiques. Não deixe de comprar a geléia de morangos com champagne. A HARROD’S, em Knightsbridge é a grande estrela e se orgulha de vender tudo que se possa imaginar, do simples ao luxuoso. Bolsas de todas as grandes grifes, relógios, lingeries e cosméticos do mundo todo. Também em Knightsbridge, a gigantesca HARVEY NICHOLS oferece a chance do consumidor se refazer do cansaço das compras no seu café e restaurante. Em Mayfair, a SELFRIDGES possui grande variedade de artigos.

DSC03404

Em Mayfair, para as crianças, a HAMLEY’S é de encher os olhos. Brinquedos para todas as idades chamam a atenção.

070509 (22)

Boa opção é circular pelas pitorescas feiras e mercados londrinos. Entre os melhores estão Grays e Jubilee and Apple, em Covent Garden. Portobello Market, em Notting Hill, com antiguidades, flores, frutas e legumes. A Camden Passage oferece uma mistura de quinquilharias com produtos de qualidade. E tantas outras opções. O Petticoat Lane está entre os mercados de rua mais conhecidos da cidade. Para entrar na moda vá ao OldSpitalfields. O Borough é dedicado a alimentos e produtos agrícolas mais sofisticados.

020509 (214)

Londres e seus Castelos

O Castelo de Windsor é uma das mais famosas residências oficias da Rainha Elizabete II, e a sua preferida. Localizado no topo de uma colina na pequena cidade de Windsor, a apenas 40km de Londres, o castelo tem quase 1000 anos de história, e é o mais antigo ainda em uso na Europa. Por ser bastante próxima de Londres, a cidade Windsor é bastante visitada, e costuma atrair turistas do mundo inteiro, que buscam conhecer um pouco mais sobre a história do país, e da sua monarquia milenar. O castelo é rodeado por lindos jardins e o pitoresco cenário do interior da Inglaterra. A Capela de St George, dentro do castelo, é um ótimo exemplo de arquitetura gótica, tendo como destaque a tumba de Henrique VIII.

040509 (41)

 

040509 (47)

Hampton Court é um palácio real situado no oeste de Londres. Situado em meio a lindos jardins e bem próximo das margens do Tâmisa, é um lugar delicioso para se passar um dia inteiro, explorando um lado de Londres que poucos turistas chegam a conhecer.

O Palácio Hampton Court começou a ser construído no início do século XVI pelo arcebispo de York, Thomas Wolsey. Em 1520, tornou-se uma das residências de Henrique VIII e suas várias esposas. Quando da morte do Rei, o palácio, que sofrera várias reformas e adições, era um dos mais sofisticados e modernos da Inglaterra.

No final do século XVII,  parte do palácio da era Tudor foi demolida, a pedido do novo casal real, William III e Mary II. Projetada por Sir Christopher Wren (o mesmo da catedral St.Paul’s), uma nova ala para abrigar os aposentos reais foi construída na parte sul e leste de Hampton Court, em estilo barroco. Nesta mesma época, os jardins também foram refeitos.

Hampton Court deixou de ser residência real em 1760, e foi aberto ao público pela Rainha Vitória durante seu reinado.

150604_HC114

150604_HC107

150604_HC110

Londres e seus Shows e Musicais

Quem viaja para a Inglaterra não pode deixar de fora do roteiro as atrações culturais. Os shows e musicais em Londres são uma ótima opção para usufruir de um programa típico da cidade. Alternativas de espetáculos românticos, cômicos ou infantis em charmosos teatros não faltam no West End.

 

IMG_2011

Anúncios