A grandiosa Praça Vermelha – Dia 2

Nosso segundo dia em Moscou começou bem cedo. Saímos do hotel por volta das 8:30 da manhã, com destino a Praça Vermelha, a tão esperada Praça Vermelha.

Mas primeiro, teríamos que nos aventurar no metro. E como nosso hotel ficava bem próximo a estação, nada melhor que pega-lo, uma vez que as linhas de metro em Moscou nos levam a todos os lugares e com a satisfação de conhecer estações que são verdadeiras galerias de arte.

E logo de cara a surpresa das grandiosidades de Moscou, para subir a escada rolante da estação foram 2 minutos e meio de subida.

IMG_8644

E depois de quebrar a cabeça nos mapas escritos na língua Cirílica, apesar de que algumas estações já tinham traduções para o inglês, de sermos ajudados por pessoas maravilhosas que nos auxiliaram muitas vezes e de caminhar pelas longas estações, chegamos a Praça Vermelha.

E que benção, subir as escadas e dar de cara com aquele prédio enorme, de um vermelho tão vibrante, que reflete nos olhos e nos faz emocionar com tamanha beleza.

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_6208

E uma vez na Praça Vermelha, nos deparamos com a praça lotada de torcedores do mundo inteiro, todos felizes e animados com a proximidade do inicio da Copa do Mundo da Russia 2018.

IMG_8657

Só faltava um dia para o inicio dos jogos, para o inicio da maior festa do esporte mundial.

IMG_8665

E nós já estávamos preparados, ingressos nas mãos para a abertura da Copa do Mundo.

IMG_8640

E a festa das torcidas já tinha começado, grupos de torcedores cantando e dançando, animados e felizes. Uma união de todos os povos em prol de um mesmo objetivo, mas buscando-o com amor e alegria e principalmente com muita paz.

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_6710

Mas como bons turistas que somos, em uma cidade incrível como Moscou, não podíamos deixar de “TURISTAR”.

E a Praça Vermelha foi nosso ponto de partida.

A Praça Vermelha é uma famosa praça em Moscou, conhecida pelos grandes desfiles militares durante a era da União Soviética. A praça separa a cidadela real, conhecida como Kremlin, do bairro histórico de Kitay-gorod. Como grandes ruas de Moscou partem da praça em várias direções, prolongando-se em rodovias para fora da cidade, a Praça Vermelha pode ser considerada como a praça central de Moscou e de toda a Rússia.

IMG_8683
Portão da Ressureição

O marco da  Praça Vermelha é o  impressionante Portão da Ressurreição, cuja história exuberante só se compara à beleza da arquitetura do local.

IMG_8671
Museu Histórico do Estado

IMG_8681

O Museu Histórico do Estado da Rússia é um museu de história que fica entre a Praça Vermelha e a Praça Manege.  Suas exposições mostram desde relíquias pré-históricas das tribos que habitaram o território russo até obras de arte inestimáveis adquiridas por membros da dinastia Romanov. O número total da coleção de objetos do museu é na casa dos milhões.

E na praça Vermelha econtra-se o Kremlin, uma cidade fortificada cujas edificações mais antigas datam do século XIV. Catedrais, igrejas, palácios, prédios administrativos e praças dentro do perímetro da muralha pentagonal e às margens do Rio Moscou compõem o coração da tradição russa. O Kremlin também é a residência oficial do presidente da Federação Russa, Vladimir Putin.

IMG_8717
Entrada do Kremlin

IMG_8724

IMG_8732
O Soviético Palácio Estatal do Kremlin

O Palácio Estatal do Kremlin não é acessível ao público durante a visita ao complexo, mas chama a atenção pela arquitetura quadrada diferente de todos os demais edifícios do complexo. Este edifício foi construído pelos soviéticos nos anos 60 e por isso segue este estilo arquitetônico soviético, sendo o único prédio moderno do Kremlin. Serviu como local de grandes encontros do Partido Comunista e hoje é o Teatro de Ballet do Kremlin, onde além de apresentações da Companhia de Ballet do Kremlin, também acontecem apresentações esporádicas de ópera, teatro e shows de rock.

IMG_8745
O maior canhão do mundo

IMG_8749

Tsar Pushka (Царь-пушка) é um canhão de 18 toneladas, muito grande e intimidador, considerado como o maior canhão do mundo. O canhão gigantesco mede 5,34 metros, possui um calibre de  890mm, mas dizem que nunca foi utilizado. Diz a lenda que o canhão servia para intimidar os inimigos e demostrar o poderio bélico do império russo.

IMG_8792
Praça das Catedrais

A Praça das Catedrais (Соборная площадь) é o coração do Kremlin e a parte mais bonita deste imenso complexo. Neste local estão a maioria dos atrativos que você pode visitar no interior do Kremlin.

IMG_8796
Catedral da Anunciação

IMG_8779

Catedral da Anunciação. O templo ortodoxo, concluído em 1489  (incrível imaginar que foi antes da chegada dos portugueses ao Brasil), possui nove cúpulas douradas, na tradicional forma de bulbo. A partir de 1992, a igreja voltou a prestar serviços religiosos, como na data da Festa da Anunciação em 25 de março. 

IMG_8764
Catedral de Assunção

IMG_8770

A Catedral da Assunção (Успенский Собор) destaca-se entre todas as belas igrejas da praça e seu interior é muito lindo. A Catedral antiga foi construída em 1326 por ordem de Ivan I, que queria construir uma Catedral similar à Catedral da Dominação, da cidade de Vladmir. A igreja que vemos atualmente é uma segunda Catedral, construída  entre 1475-1479 para substituir a primeira que estava degradada e desabou. Também chamada de Catedral da Dominação, esta bela igreja foi considerada a igreja mais importante de Moscou no inicio do século XIV. No interior destaca-se o trono de Monômaco (Мономахов трон) que era utilizado por Ivan, o terrível. 

IMG_8775
Campanário de Ivan o Grande

Campanário de Ivã, o Grande

Construído de 1505 à 1508, o Campanário de Ivã, o Grande (Колокольня Ивана Великого) que fica a nordeste da Praça das Catedrais, já foi a maior construção de Moscou, quando em 1600 o Tzar Boris Godunov ordenou a construção de um terceiro pavimento, aumentando a altura da torre maior a 81 m. O campanário possui 34 sinos, sendo que o maior deles, o Assunção, pesa 64 toneladas. É na frente do Campanário de Ivã, que está o sino gigante, o Tsar Kolokol. O Campanário de Ivã estava fechado no dia em que fomos visitar o Kremlin de Moscou e foi o único museu da Praça das Catedrais que não conseguimos entrar.

img_87922.jpg
Catedral do Arcanjo

IMG_8758

A Catedral do Arcanjo (Архангельский собор), mistura a arquitetura russa, com o renascentismo italiano. Suas 5 cúpulas representam Jesus e os 4 evangelistas. Foi construída a mando de Ivã, o Grande em 1505. O principal destaque desta igreja são os túmulos dos tzares e herdeiros que foram sepultados ali até a capital russa mudar para São Petersburgo. Dentre os vários governantes sepultados ali estão Ivan, o terrível e Ivan, o grande.

IMG_8810
Arsenal do Estado

No Arsenal do Estado estão guardados os tesouros acumulados pelos príncipes e Tzares russos durante vários séculos. Dentre cerca de 4000 peças que fazem parte do acervo do museu estão jóias, coroas, roupas, carruagens e armas e armaduras dos tempos do Império Russo.

IMG_9688
As torres do Kremlin

Muralha e torres do Kremlin

Com cerca de 2,5 km de extensão as muralhas do Kremlin possuem altura variando entre 5 e 19 metros e em algumas partes chegam a ter 6,5 metros de espessura. Estas muralhas já passaram por várias invasões e ao longo da história foram destruídas e reconstruídas diversas vezes.

Saindo do Kremlin, caminhamos em direção a Biblioteca Lenin, mas no caminho nos deparamos com uma imensa escultura em uma Praça muito bonita e enorme, alias, tudo em Moscou é enorme e maravilhoso.

IMG_8823
Príncipe Vladimir o grande

O monumento ao grão-duque Vladímir, que introduziu o cristianismo ao Principado de Kiev (precursor da Rússia) em 988, fica na Praça Borovítskaia, ao lado do Kremlin.

IMG_8835

E bem próximo a Biblioteca Lenin.

IMG_8846
Biblioteca do Estado Russo

A Biblioteca do Estado Russo é a biblioteca nacional da Rússia e está situada em Moscou. É a terceira maior biblioteca do mundo por número de livros, com mais de 17 milhões de volumes, e é a maior do país. A biblioteca remonta suas origens até julho de 1862, quando se inaugurou como primeira biblioteca pública de Moscou, dentro do Museu Rumyántsev. Depois da revolução bolchevique, ampliaram-se seus fundos e procurou-se novo espaço para ela. Desde 1925 chamou-se Biblioteca Lenin da URSS, conservando tal nome até a queda do regime soviético em 1991, quando se rebatizou com sua denominação atual. 

Nossa próxima parada foi na Catedral De Cristo o Salvador.

IMG_8852

 

IMG_8873

IMG_8874

IMG_8879

A Catedral de Cristo Salvador  é um templo da Igreja Ortodoxa Russa situado na cidade de Moscou. Seu destaque são as suas cinco cúpulas douradas. Esta catedral disputa com a Catedral de São Basílio o título de “principal da cidade de Moscou”, pois as principais solenidades da Igreja Ortodoxa Russa, são ali celebradas.

A catedral Cristo Salvador é considerada um ícone do renascimento cristão ortodoxo na Rússia. Ela é um marco na cidade, não apenas por sua grande beleza, mas também por sua história que tem início no século XIX quando, após a vitória do exército russo sobre as forças napoleônicas, o então imperador russo Alexandre I decidiu construir uma catedral em honra de seus soldados mortos.

Voltando para a Praça Vermelha, voltamos para o clima alegre e festivo da Copa do Mundo, voltamos para o coração do mundo em plena Moscou, voltamos para o clima de amor, paz e união.

E uma rua, linda, iluminada e alegre chamou muita atenção nestes dias, muitas imagens mostram essa famosa rua, sempre em festa e com muita animação.

IMG_8902
Nikolskaya street

IMG_8894IMG_8891

E lá, fomos conhecer a famosa GUM – que é a principal loja de departamento em muitas cidades da antiga União Soviética, conhecidas como Lojas de Departamento estatais  durante a era soviética.

A unidade mais famosa fica na região de Kitai-gorod em Moscou, de frente para a Praça Vermelha. As vitrines que ficam do lado de fora do belo prédio denunciam: o shoppping GUM é um dos templos de consumo mais famosos de Moscou. A bela construção, que fica em uma porção da Praça Vermelha, bem de frente para os muros do Kremlin, é difícil de ser ignorada, mesmo que a intenção não seja comprar algum dos itens de luxo vendidos por lá.

Antes de entrar no recinto, preste atenção a cada detalhe da deslumbrante fachada e, ao passar por uma das portas de acesso, não deixe de admirar o belíssimo teto de vidro desenhado pelo engenheiro V. Shukhov.

IMG_8901

IMG_8904

IMG_8934

IMG_8930

E para terminar este dia incrível em Moscou, nada mais tradicional do que assistir um espetáculo do Balé Bolshoi.

IMG_8989

 

IMG_9013

 

IMG_9044

IMG_9101
Teatro Bolshoi

E assim, foi nosso dia nesta incrível Moscou.

Amanhã tem mais.

Até.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s