1 dia em Bangkok

02 de Janeiro de 2017

Acordamos cedo, e conforme nossa programação hoje era dia de conhecer os principais templos da cidade. 

Fomos direto e de taxi ( mais uma vez sem conseguir se comunicar de forma falada com o motorista, desta vez fomos salvos pelo mapa) para o Grand Palace – O Grand Palace já foi a residência da família real da Tailândia por cerca de 150 anos. Construído no século XVIII, a pedido do rei Rama I, o Grand Palace está localizado dentro de um grande complexo murado, ao lado do Chao Phraya – o rio que passa por Bangkok.


Mas chegando no Grand Palace, nos deparamos com milhares, eu disse milhares de pessoas vestidas de preto, homens, mulheres, crianças, idosos, em uma imensa fila, sob um sol e calor de 40 graus, com os arredores do palácio todos interditados e a maior confusão de guardas, carros, buzinas, turistas, tuk tuk locais, vendedores, guias de excursões, etc…até entendermos o que era aquilo demorou um pouquinho e foi chegando no hotel a noite e pesquisando no Google que descobrimos que com a morte do rei da Tailândia, a 3 meses atras, o país entrou em luto por 1 ano, as pessoas rezam pelo rei, como se fosse um Deus, e como ontem era o primeiro dia do ano novo, o povo foi ao Grand Palace, onde seu corpo está enterrado, para homenagea-lo. Neste luto por 1 ano, as pessoas deverão usar preto ou ao menos algum item preto junto ao corpo e deverão rezar todos os dias. 


Bom, mas depois disso, entramos no Grand Palace e nos deparamos com um lugar enorme, maravilhoso e de muita fé..

Nesse mesmo dia ainda fomos no:

Wat Pho: nele que fica o maior Buda reclinado da Tailândia, com 43 metros de comprimento e 15 metros de altura, coberto de folhas de ouro. Fora isso, o complexo tem lindíssimos pátios com estruturas que impressionam pela altura e pela riqueza de detalhes. Tudo extremamente bem feito, bem pensado. A sensação de estar ali é muito agradável. 


E depois, Wat Arun: seu nome significa “templo do amanhecer”, localizado na margem oeste do rio Chao Phraya.Para chegar lá, você atravessa rapidinho o rio, é legal a vista à medida que o barco aproxima-se do citado templo. É só pegar uma balsa no Tha Tien, em frente do Wat Pho, a balsa cruza o Chao Phraya em torno de 5 minutos.


Mais um templo de culto à Buda, maravilhoso…


Apesar de um dia cheio de surpresas, com uma clara percepção da diferença entre os povos e as culturas, de conhecer um povo muito simples, sem a cultura da vaidade, uma cidade mais desorganizada, menos limpa, mas de muita fé, começamos a nos encantar por essa grande cidade de um país desconhecido chamado Tailandia.

PS. Nos templos não é permita a entrada de homens de bermuda e nem camiseta e mulheres de short, saia curta e ombros de fora. Tivemos que alugar no Grand Palace e depois comprar uma calça para o André e uma camiseta para mim para que pudéssemos entrar nos outros templos.

É isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s