São Petersburgo, uma grande surpresa – Dia 1

De todos os países que estavam no nosso roteiro, a Russia era a minha maior expectativa. Mas agora posso dizer que foi a minha maior surpresa.

Trecho 6

Chegamos em São Petersburgo no dia 09 de Junho 2018. Decidimos por pegar o metro para chegar em nosso hotel, uma vez que nos pareceu mais seguro, apesar de que quando chegamos no metro, entender o mapa das linhas não foi uma tarefa simples.

IMG_7353

Mas logo nos encontramos e seguimos para nosso destino. Mas só uma observação, dependendo de quantas malas você tem e o tamanho delas, elas também pagam tarifa de metro.

IMG_7354

Depois de pegar metro, carregar malas pelas escadas, com ajuda de um guarda da estação que foi muito atencioso conosco, chegamos ao nosso hotel.

Ficamos hospedados no Big Marine, um hotel confortável, com excelente atendimento e muito bem localizado. Uma vez acomodados, fomos dar uma caminhada pelas redondezas.

E para nossa  primeira surpresa, nos deparamos com uma praça enorme, linda, com construções incríveis e uma Catedral maravilhosa!

IMG_7369

A Catedral de Santo Isaac  é a maior e mais suntuosa catedral ortodoxa de São Petersburgo. A catedral, dedicada ao padroeiro de Pedro, o Grande, foi construída entre 1818 e 1858 em estilo predominantemente neoclássico, com a inserção de adornos bizantinos.

Com capacidade para 14.000 pessoas, a Catedral de São Isaac é uma das construções mais imponentes da cidade e certamente uma das principais atrações. Sua grande cúpula dourada contém mais de 100 kg de ouro puro e possui mais de 100 metros de altura. E não é só a sua cúpula que esbanja riqueza. No interior da igreja mais 300 kg de ouro estão espalhados nos detalhes de sua decoração, que além de ouro, conta com outros 43 tipos de minerais nobres.

A Catedral de São Isaac teve sua primeira construção em madeira no ano de 1710, quando Pedro, o grande, ordenou a construção de uma igreja que acomodasse os cerca de 10 mil trabalhadores do almirantado. Era nesta igreja que os marinheiros deveriam jurar fidelidade ao Tzar e pedir proteção em suas missões marítimas.

IMG_7382

Depois de algum tempo admirando a belíssima Catedral, paramos para almoçar em um restaurante bem embaixo da Catedral, delicioso, muito bonito e bem frequentado.

img_8037.jpg

IMG_7384.jpg

E é claro que não podíamos deixar de comer o famoso e tradicional estrogonofe, que  é um prato originário da culinária russa composto de cubos de carne bovina servidos num molho de creme de leite. Desde suas origens no século XIX, o prato popularizou-se em muitos países europeus, norte-americanos e no Brasil, sempre com variações consideráveis da receita original.

 

Saindo do restaurante, fomo em direção ao Palácio de Inverno. Este era o lugar que eu mais queria conhecer, nos livros, nos filmes, nas séries, ele sempre me causou muita curiosidade e até uma certa ilusão de um dia estar lá. E agora estava, era realmente um sonho estar ali. Essa foi essa a segunda surpresa.

IMG_7443

O Palácio de Inverno  é um palácio imperial da Rússia. Fica localizado em São Petersburgo, entre o Cais do Palácio e a Praça do Palácio. Foi construído entre 1754 e 1762 para servir de residência de inverno aos czares russos e suas famílias. Em 1764, foi iniciada a construção do Salão Pequeno do Hermitage, que duraria até 1775.

Desenhado por Bartolomeo Rastrelli, palácio verde-e-branco em estilo rococó possui 1.786 portas e 1.945 janelas. Catarina, a Grande, foi a primeira czarina a ocupá-lo.

O palácio faz parte, actualmente, de um complexo de edifícios conhecido como Museu Estatal do Hermitage, o qual acolhe uma das maiores colecções de arte no mundo. Como parte do museu, muitas das 1.057 galerias e salas do Palácio de Inverno estão abertas ao público. A Galeria Militar, aberta em 1826, acomoda 332 retratos de líderes militares do exército russo durante a Campanha da Rússia (1812).

Depois da Revolução de Fevereiro na Rússia, o Palácio de Inverno foi quartel-general do Governo Provisório da Rússia (1917). O assalto do Palácio de Inverno pelas forças bolcheviques foi o marco oficial da Revolução de Outubro.

IMG_7482

IMG_7494

A Praça do Palácio,  também é maravilhosa, enorme e cheia de história.

Fica localizada no coração de São Petersburgo e tem uma relevante importância histórica, foi palco de famosos eventos históricos, como o Domingo Sangrento, de 1905 e a Revolução de Outubro de 1917. Liga Nevsky Prospekt à Ponte do Palácio e à ilha de Vassiliev.

IMG_7467

O edifício mais antigo e célebre da praça é o Palácio de Inverno dos czares russos (1754-62), de estilo barroco branco e azul, que dá nome à praça. Apesar de os edifícios adjacentes serem de estilo neoclássica, combinam perfeitamente com o palácio quanto à escala, ritmo e monumentalidade.

IMG_7458

O lado oposto da praça, o lado sul, foi desenhado em forma de arco pelo arquiteto George von Velten no século XVIII. Os planos de von Velten só se levaram a cabo meio século depois, quando Alexandre I da Rússia imaginou a praça como enorme monumento à vitória russa contra Napoleão Bonaparte e encarregou Carlo Rossi, que desenhara o Palácio do Estado Maior (1819-29). Esta construção em forma de arco e estilo Império conta no centro com um arco triunfal duplo coroado com uma quadriga romana.

No meio da praça está a Coluna de Alexandre (1830-34), desenhada por Auguste de Montferrand. Esta coluna de granito vermelho (a mais alta do seu tipo em todo o mundo) tem 47,5 metros de altura e pesa cerca de 600 toneladas. A mesma está tão bem colocada que não é necessário estar unida à sua base.

IMG_7440

A parte oriental da praça é ocupada pelo Quartel do Corpo de Guardas (1837-43), criado por Aleksandr Brullov. O lado ocidental é aberto para a Praça do Almirantado, pelo que a Praça do Palácio é parte vital de um grande conjunto de praças da cidade de São Petersburgo.

IMG_7434

Saindo da Praça do Palácio, fomos ao Jardim de Aleksandrovsky que é um parque localizado entre o rio Neva e a Catedral de St Isaac. Ele também é muito conhecido por outro nome, Admiralty Gardens, já que é ali onde está localizado Almirantado/ Admiralteystv-Kollegiya  construído para ser a Escola de Almirantes Imperiais da Rússia, mas hoje dia é onde fica um Colégio Militar Naval. Essa construção é fácil de identificar, porque ela tem uma torre dourada fininha, que pode ser vista de praticamente todas as partes da cidade. Além disso, ali tem uma fonte e diversos bustos de personalidades russas importantes. É um lugar bem tranquilo e agradável para caminhar.

IMG_7519

IMG_7562

E chegamos ao Cavaleiro de Bronze.

IMG_7524

O Cavaleiro de Bronze é uma estátua equestre de Pedro o Grande em São Petersburgo, na Rússia. Comissionado por Catarina II da Rússia, foi criado pelo escultor francês Étienne Maurice Falconet. O nome vem de um poema de 1833 com o mesmo nome por Alexandre Pushkin, que é considerada uma das obras mais significativas da literatura russa. A estátua é agora um dos pontos turísticos e símbolos de São Petersburgo.

O pedestal da estátua é a Pedra do Trovão, a maior pedra já movida pelos humanos.[1] A pedra pesava inicialmente cerca de 1500 toneladas, e foi esculpida até 1250 toneladas durante o transporte para seu local atual.

E assim, passamos o primeiro dia em São Petersburgo, voltando ao hotel, já tínhamos certeza de que nossos dias naquela cidade seriam inesquecíveis.

No próximo post eu conto mais.

Até.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s